Educação Humanitária

- Não se pode acreditar em coisas impossíveis - diz Alice
- Suponho que tens falta de treino - diz a Rainha… Aconteceu-me algumas vezes acreditar em seis coisas impossíveis antes do

pequeno-almoço.

Lewis Carroll, Do Outro Lado do Espelho

O que é a educação humanitária?

O termo “educação humanitária” é frequentemente aplicado ao tratamento adequado e respeito pelos animais. A definição verdadeira, porém, estende-se igualmente ao respeito para com os outros seres humanos e o meio ambiente. É importante entender que o respeito pelos animais e pelas pessoas está interligado, por exemplo, não faz sentido proteger espécies em extinção se o seu habitat não está a ser protegido e as pessoas não estão a ser incentivadas a desenvolver atitudes positivas e de zelo para com a espécie em causa.

Como?

Muito embora a educação humanitária se estenda ao público em geral está principalmente direccionada para os jovens visto que esta é a fase de desenvolvimento em que se formulam e questionam conceitos e atitudes. A educação humanitária formal nas escolas é especialmente importante pois corrobora o desenvolvimento de atitudes compassivas nas futuras gerações de cidadãos. A investigação indica haver uma ligação entre a socialização e experiências da criança e as suas subsequentes atitudes e comportamentos.
A educação humanitária beneficia desde crianças até adultos, pois ajuda-os a desenvolver uma dimensão ética de pensamento que pode ser aplicada em situações de trabalho presentes ou futuras, como no caso da introdução de formação em bem-estar animal nos cursos de medicina veterinária/zootecnia.

A educação informal é outra área importante para a educação humanitária. Associações de jovens, por exemplo, constituem um bom campo para a divulgação da mensagem da educação humanitária bem como associações de agricultores, proprietários de animais de companhia, etc.

Mudanças de atitudes e de comportamento são igualmente alcançadas como resultado de campanhas, que são uma forma de divulgar questões específicas com relativa rapidez como é o caso das campanhas públicas contra o uso de peles.

Qual é o papel da SPEdH?

A SPEdH procura introduzir a educação humanitária através da:

  • Promoção e divulgação de encontros, palestras e conferências relacionadas;
  • Concessão de bolsas de mérito a estudantes para que possam frequentar cursos relacionados e/ou assistir a congressos internacionais relacionados;
  • Desenvolvimento de acções de divulgação, educação e sensibilização;
  • Desenvolvimento de programas e materiais de ensino para professores, estudantes e profissionais;
  • Educação informal;
  •  Colaboração com organizações nacionais e internacionais em projectos que visem a educação humanitária.